newsletter

Válido para compras acima de R$ 800,00 e limitado a 1 uso por cliente. Não válido para Cadeira UMA, Vale Presentes, Lançamentos, Bazar e Flash Sale. Cupom será enviado por e-mail.

Tokujin Yoshioka


Nascido em 1967 no Japão, o designer de móveis Tokujin Yoshioka, estudou com Shiro Kuramata e Issey Miyake, para depois montar seu estúdio o Tokujin Yoshioka Design em Tóquio e começou a expor no salão de design de Milão em 2002, com as cadeiras Mel Pop e Tokyo Pop para Driade. Há quase 20 anos ele vem elaborando projetos com Issey Miyake e colaborado com companhias dentro e fora do Japão, como Toyota, Hermes, BMW e outras. Famoso por estar sempre a frente quando o assunto é design, Yoshioka é conhecido por ser inovador e fazer experiências com diversos materiais, o japonês ousou ao construir uma cadeira que segue o processo de fabricação do pão: O material é despejado em uma forma e levado ao forno para “assar”, através do processo de calor, a cadeira toma sua forma final. A obra recebeu o nome de Presidente Pane. Outro destaque em sua carreira, foi a cadeira Ami-Ami, produzida para a Kartel em 2008 e que carrega um grande significado da cultura oriental. Usando as formas quadradas, que refletem traços da cultura oriental, e o entrelaçamento, técnica também muito difundida entre os orientais. Em 2011 a cadeira Ami-Ami recebeu uma releitura para uma exposição comemorativa dos 50 anos do Salão de Londres, em que os designers teriam que recriar uma de suas obras. Tokujin Yoshioka recriou a cadeira, dando-lhe o nome de Mi-Ami e recobrindo sua superfície com uma superfície espelhada, para demonstrar o reflexo do amor de todos da cidade. O designer inova em suas criações, utilizando materiais nada convencionais e transformando seus móveis em verdadeiras obras de arte, diminuindo ainda mais o limite entre a arte e o design, que se confundem a cada nova criação. Entretanto, não tira a funcionalidade dos móveis. Essa série de trabalhos geniais lhe rendeu vários prêmios e exposições permanentes em museus o de Arte Moderna de Nova York, Centre Pompidou, em Paris, o Vitra Design Museum, em Berlim e o Victoria & Albert Museum, em Londres.